Estratégias de Marketing de Conteúdo para usar em sua empresa

“Como está o relacionamento com o meu cliente?” A maioria da empresas acaba ficando perdida nessa etapa fundamental do processo de vendas. Aliás, o relacionamento não é exatamente uma “etapa”, mas uma metodologia que deve estar presente em todas as etapas da jornada do consumidor – desde a atração de leads, até a fidelização do consumidor. Isso tudo pode ser feito por meio de estratégias de marketing de conteúdo.

Atualmente, relacionar-se é essencial. Cada vez mais, as pessoas buscam por marcas que pensam como elas, que falam o que elas querem ouvir, que possuem os mesmos princípios e as mesmas ideologias. Além disso, as pessoas buscam uma maior interação e identificação com as empresas. Elas querem se sentir parte importante da marca.

Por isso, a pergunta do início do texto é fundamental para qualquer marca. Confira estratégias de marketing de conteúdo que podem melhorar e qualificar o relacionamento da sua empresa com o seu cliente.

 

Estratégias de Marketing de Conteúdo

1) Post com foco em SEO

 

 

Publicações em um blog corporativo é uma das estratégias de marketing de conteúdo mais assertivas. Entretanto, não basta apenas produzir um bom texto e publicá-lo. Para que o seu público encontre-o no Google, por exemplo, é importante trabalhar com técnicas de SEO, ou seja, alguns requisitos que devem ser respeitados para que o Google dê valor ao seu texto, e coloque o seu site entre os primeiros resultados de uma busca.

Há diversas regras para SEO, como o uso de palavras-chave, quantidade de palavras por parágrafo ou post, uso de subtítulos, tempo que o internauta passa no post, qualidade do conteúdo, tempo que o site está no ar, entre outras.

 

 

2) Post viral

 

Sabe aquele meme que foge do controle, e todo mundo compartilha? Ou aquela postagem em um blog que gera uma enorme repercussão na internet? Essas são publicações virais, as quais rapidamente geram muito engajamento e expandem o espaço de atuação de uma marca nas redes sociais.

Entretanto, não é fácil. Criar um post viral pode ser inesperado, algumas vezes, ou até planejado, com reuniões de brainstorm, pesquisas de público, análise de métricas e bom senso. Outra estratégia é ir na “onda” de memes que já viralizaram, e adaptá-los para a linguagem e propósito da marca.

 

3) Posicionamento de Comunicação

 

Qual a imagem que o seu público tem da sua marca? Toda empresa possui um arquétipo, isso significa a maneira que o público irá ver a marca: Amiga? Aliada? Agressiva? Acessível? Moderna? Tradicional?

Esse conceito é adquirido pelo público por meio do relacionamento entre marca e cliente. E, portanto, pode ser construído ao longo das estratégias de marketing de conteúdo. Confira como:

 

 

  • Linguagem: O estilo de linguagem utilizado no texto dirá muito sobre a sua empresa. Marcas voltadas para o público jovem, por exemplo, podem ter um estilo mais coloquial e até com inserção de gírias.

  • Tipos de publicações e conteúdos: Sua marca irá informar, ensinar, educar ou entreter? Há diferentes objetivos de publicações, como tutoriais, dicas, conteúdos informativos ou apenas divertimento. E a escolha dessas publicações mostrará qual é o posicionamento da sua empresa.

  • Imagens: Fotografias ou artes? A identidade da marca também está na escolha de imagens, e mídias que irão acompanhar o conteúdo. É fundamental que tudo se encaixe adequadamente, fazendo sentido. Por exemplo, não adianta ter um aspecto formal no texto e possuir imagens com desenhos infantis.

  • Respostas aos clientes: Parte fundamental na criação de um relacionamento com o cliente a partir de estratégias de marketing de conteúdo é a resposta dada para cada cliente. Seja por e-mail ou por meio das redes sociais, é fundamental satisfazer o público com respostas. O ideal é que elas sigam a mesma proposta de linguagem da marca.

 


Leia também: A importância do bom humor na gestão de redes sociais.

 

 

4) Segmentação

 

Entre as estratégias de marketing de conteúdo, essa é uma das que mais se expandiu com o advento da internet. No meio digital, a segmentação é totalmente plausível e uma estratégia certeira. Por isso, a personalização de conteúdos deve ser uma das prioridades da marca. É importante produzir conteúdos diferentes para pessoas que estão em etapas diferentes da jornada do consumidor.

 

5) E-mail Marketing

 

Muitas empresas desacreditaram no e-mail marketing devido ao advento do spam. Mas, o e-mail marketing não tem nada a ver com o spam. Se bem planejada, uma sequência de e-mails pode ser o funil de vendas no marketing de contéudo  perfeito para fazer um lead se transformar em um consumidor. Além disso, o e-mail marketing é bastante útil na criação de relacionamento com o cliente e fidelização.

Para criar uma boa sequência de e-mail marketing, confira as dicas a seguir:

 

 

  • Crie títulos atraentes

 

 

O título será determinante. Ele é o responsável pela abertura do e-mail. Por isso, é fundamental trabalhar com headlines (assunto do e-mail) extremamente atrativas e matadoras. Há algumas estratégias para isso, como causar curiosidade no leitor. Ou medo. Muitas empresas também trabalham com o absurdo, gerando a curiosidade no leitor para abrir e explorar mais aquele conteúdo.

 

 

  • Não compre listas

 

 

Muitas vezes, a qualidade é melhor que a quantidade. Comprar uma lista de e-mails pode ser fatal para o seu negócio. O ideal é conquistar leads e criar um relacionamento assertivo, para que eles se tornem responsivos. Não adianta enviar e-mails, é preciso ter um envolvimento.

 

 

  • Tenha conteúdos interessantes

 

 

Mesmo com uma sequência de headlines matadoras, as pessoas podem deixar de abrir os seus e-mails. E se isso acontecer… o problema está no conteúdo! E-mails sem informações acabam se tornando inúteis para os leitores (e até mesmo chatos). Portanto, preocupe-se em produzir conteúdos relevantes.

 

 

  • Tenha um objetivo

 

 

Os e-mails precisam conduzir o leitor a uma ação, seja ela clicar em um botão, fazer uma compra ou esperar pelo próximo e-mail. Para isso, esse objetivo deve estar claro ainda no planejamento do funil de e-mails. Assim, será mais fácil para a equipe de conteúdo conduzir o texto para a ação, e conversão.

  • Seja sincero! E cumpra o que foi prometido

 

Não minta para o seu leitor apenas para ter aberturas de e-mails e conversões. É fundamental entregar o que foi prometido e ter este comprometimento com o público. Isso tem um forte poder na imagem da sua empresa. Afinal, ninguém gosta de ser enganado!

 

6) Recompensas

As recompensas são estratégias de marketing de conteúdo para conquistar e-mails de leads. É uma verdadeira troca. Portanto, o conteúdo deve conter valor para o futuro cliente. Tem que valer a pena: o lead está permitindo que a sua marca entre na caixa de correspondências virtuais dele, ele está aceitando receber conteúdos da sua marca, está realmente interessado!

Confira alguns tipos de recompensas:

 

 

  • Ebook

 

Os ebooks sempre geram bastante taxa de conversão, afinal são conhecimentos aprofundados disponibilizados gratuitamente. É uma oferta imperdível.

 

 

  • Hangout

 

 

Um sessão de hangout também é uma ótima oportunidade de transmitir conhecimentos sem investimento financeiro, porque são gratuitas.

 

 

  • Materiais práticos

 

 

Oferecer materiais gratuitos que serão práticos para o seu público é outra estratégia assertiva. Neste caso, é importante fazer uma pesquisa e entender o que seria útil para a rotina da sua persona. Pode ser uma tabela, uma planilha, um template ou até mesmo um tutorial.

 

  • Cursos

 

 

Pequenos cursos online também são ótimas recompensas. Há um baixo investimento financeiro, e é extremamente eficaz e convincente para a atração de leads.

 

 

  • Parte ou trecho do produto

 

 

Disponibilizar, de maneira gratuita, parte do produto final, deixando um “gostinho de quero mais” também é uma estratégia assertiva.

 

Como implementar estratégias de marketing de conteúdo na sua empresa

 

Para que todas as estratégias de marketing de conteúdo funcionem, é preciso ter um planejamento estratégico. Para isso, a empresa deve conhecer bem o público-alvo e a persona. Além disso, é importante traçar um plano, e ter os objetivos bem claros.

As estratégias de marketing de conteúdo devem servir com um funil. Elas devem ser elaboradas e pensadas para atrair novos clientes, criar uma relação assertiva com eles, até encaminhá-los para a compra. Confira um exemplo de jornada do consumidor por meio de estratégias de marketing de conteúdo:

 

1) Atrair leads

 

 

Para iniciar a jornada do consumidor, é importante ter clientes em potencial. Para isso, recomenda-se trabalhar com conteúdo em blog, redes sociais e também recompensas. Esses conteúdos irão começar a “aquecer” o público, “cutucar” uma dor que ele sente (e que o seu produto resolve). Esses conteúdos devem chamar a atenção deles de forma espontânea.

 

2) Relacionamento

 

A partir da conquista do e-mail, é possível iniciar um relacionamento com email marketing. Dessa maneira, o lead continuará a ser aquecido, até sentir a necessidade de comprar o produto. Nesta etapa, será possível fazer um funil, e ao final dela só restarão aqueles que realmente tem interesse na compra.

 

3) Compra

 

Com uma página de vendas, utilizando a estratégia de copywriting (um texto persuasivo para vendas), é possível finalizar a compra, apresentando ao cliente todos os benefícios do produto, e como ele irá solucionar a dor.

 

4) Fidelização

 

O relacionamento deve ser continuado. A jornada se encerra no início de outra jornada. Por meio de redes sociais, blog e email marketing é possível criar uma relacionamento mais próximo com o cliente, criando a fidelização.
Esse é um modelo simplificado de como a sua empresa pode usar as estratégias do marketing de conteúdo para alavancar as vendas. É importante perceber que há outros tipos de estratégias, e isso irá depender do objetivo do planejamento.  Essa estratégia pode ser elaborada por uma agência de conteúdo especializada.