Produção de conteúdo para e-commerce: onde e como fazer?

O Marketing de Conteúdo é uma estratégia de relacionamento com o cliente focada no aumento das vendas. Ou seja, é possível produzir conteúdos que geram conversão de leads e clientes. Com textos persuasivos, que mostram soluções às dores da persona e levam o lead para uma ação (Call To Action), há um alavanque significativo das vendas. Isso não é diferente na produção de conteúdo para e-commerce.

O conteúdo produz uma forte conexão com a audiência. Sendo assim, a imagem e credibilidade da marca passam a ser favorecidas. Além disso, é uma forma de conduzir o lead para uma compra, por meio de um funil de vendas, no qual o conteúdo é totalmente essencial.

Na produção de conteúdo para e-commerce as regras são praticamente as mesmas para o Marketing Digital ou as vendas de um único infoproduto. Entretanto, há certas diferenciações que merecem ser destacadas. Entenda como fazer uma boa produção de conteúdo para e-commerce neste artigo.

 

SEO para e-commerce

 

Há diversas formas de se comunicar com a audiência. A marca precisa fazer uma pesquisa de público e entender o comportamento da persona na internet. Assim, é possível categorizar os melhores canais para fazer a produção de conteúdo para e-commerce.

Entretanto, é fundamental utilizar o SEO na produção de conteúdo. Dessa forma, a empresa ganhará mais tráfego orgânico e conseguirá aumentar a lista de email marketing. Confira como usar SEO na produção de conteúdo para e-commerce:

 

Blog

 

Os blogs geram credibilidade e autoridade para a empresa. É uma estratégia de relacionamento assertiva porque há periodicidade e o conteúdo possui aplicação prática no cotidiano do público.

O SEO no blog irá fazer com que os artigos estejam entre as primeira colocação na lista de resultado do Google, por exemplo. A maioria das pessoas não chegam nem à segunda página de resultados. Por isso, é fundamental estar entre os primeiros sites.

Além disso, sites bem rankeados costumam ser vistos como sites mais confiáveis e seguros. Isso é fundamental, principalmente para o e-commerce, que é totalmente voltado para à venda.

 

Leia mais: Segredos da produção de conteúdo para web

 

Vídeos

 

Os vídeos são excelentes ferramentas para o e-commerce. Afinal eles podem trazer conteúdos avançados sobre os produtos, como, por exemplos, os vídeos tutoriais.

No Youtube, o uso do SEO é fundamental para que o vídeo ganhe destaque – assim como no Google. E no meio de tanto conteúdo publicado diariamente na plataforma, é essencial ter uma maior encontrabilidade.

 

Descrições otimizadas sobre produtos

 

Esta é mais uma estratégia de usar o SEO para ter mais tráfego orgânico e mais vendas. Ao utilizar técnicas de SEO para descrever um produto, a página de vendas irá ter uma maior encontrabilidade e mais tráfego orgânico.

Para isso, é possível usar palavras-chave na descrição do produto, por exemplo. Assim, ao digitar por determinado termo, o usuário encontrará pelo produto – exatamente no momento em que busca determinada solução.

Como fazer produção de conteúdo para e-commerce?

 

Atualmente, as marcas que falam muito de si acabam perdendo muita audiência na internet. Com o excesso de informação disponível para os usuários, é impossível ganhar espaço e atenção fazendo apenas publicidade e divulgando promoções.

É fundamental criar um relacionamento e uma interação com os clientes e leads. Portanto, as marcas que mais atraem pessoas, por meio do Marketing de Conteúdo, são aquelas que falam mais sobre soluções (para a dor/ problema da persona) e menos sobre elas.

Ao produzir conteúdos com usabilidade no cotidiano do cliente, a marca irá estreitar o relacionamento com ele. Dessa forma, haverá uma ligação emocional entre cliente e marca – gerando fidelização e mais vendas.

O conteúdo do e-commerce deve falar mais sobre pessoas (e as soluções para os problemas delas) e menos sobre produtos. Essa humanização também é importante para que o cliente sinta-se menos invadido por publicidades e melhor recepcionado pelo conteúdo.

 

Produção de conteúdo para e-commerce

A importância do Review no E-commerce

 

Ao comprar na internet, é comum que o cliente sinta-se inseguro diante do produto. Afinal, não há o contato físico, que acontece em uma loja de shopping, por exemplo. Quando fica no “escuro”, o cliente passa a procurar por pessoas que já compraram esse produto (ou serviço) e tiveram boas experiências.

A opinião de outros clientes é um gatilho mental, ou seja, é uma forma de acelerar o processo de compra, matando uma insegurança (uma objeção) do consumidor. Ou seja, é uma prova social. E é atrás dessas opiniões que um lead  irá antes de efetuar as compras.

O review, portanto, é uma forma de atrair mais público e gerar mais confiança nas pessoas que estão interessadas em determinado produto. Veja como é possível fazer um review no e-commerce.

 

Comentários

 

Muitas empresas desativam os comentários com medo de conteúdos negativos sobre o produto. Essa é uma estratégia errada, porque a empresa estará também perdendo a oportunidade de ter comentários positivo e até mesmo de avaliar o desempenho daquele produto.

Os comentários negativos servem como uma espécie de termômetro para a empresa. São, portanto, importantes para que a marca avalie se os produtos são ou não de qualidade – e melhorem a produção ou execução do serviço.

Para lidar com os comentários negativos, é importante que a empresa responda-os da melhor maneira, sugerindo soluções para o cliente, como troca ou reembolso. Clareza, transparência e ética são essenciais para esse momento.

Já os comentários positivos irão servir como review dos produtos. Eles irão agregar valor e dar mais confiança para o comprador. É importante destacá-los e também respondê-los. Assim, também irá gerar fidelização.

Os comentários também são importantes para que os clientes se sintam próximos à empresa. Eles passam a contribuir com o conteúdo. Além disso, os comentários favorecem para o SEO de um blog, deixando-o sempre atualizado.

 

Post Review

 

É possível fazer um review também por meio de postagem de blog. A vantagem é que é possível se aprofundar no assunto e trazer elementos que geram mais emoção, como história (storytelling), fotografias e até vídeos com depoimentos.

Esse é um investimento barato para a empresa, mas com retornos gigantescos para a venda. Esses artigos são carregados e humanização e foco no consumidor: estratégias assertivas para alavancar as vendas.

 

Vídeos

 

Conteúdos audiovisuais tendem a ter mais emoção, isso porque há um efeito expressivo da trilha sonora e das falas. Por isso, os vídeos também são formas de produzir conteúdos de review. Eles podem ser usados nos posts, ou até mesmo em um canal no Youtube.

 

Redes sociais para e-commerce

 

Para ter uma produção de conteúdo para e-commerce completa é fundamental também investir em redes sociais. Essas mídias também impulsionam as vendas por gerar mais interação e relacionamento com os clientes. Ter um perfil em uma rede social significa estar presente no dia a dia do seu cliente ou lead.

 

Visitantes que não compram: o que fazer?

 

Grande parte das visitas de um site acabam abandonando a página antes da compra – alguns deixam os produtos no carrinho e vão embora. Essa é uma situação comum para quem trabalha com e-commerce. Mas tem solução.

O ideal é considerar essa porcentagem de visitantes que não se convertem no site (que não compram) nas análises e métricas. E detectar motivos para isso. Melhorias no conteúdo e no relacionamento podem reverter essa situação.

Na maioria das vezes, as lojas virtuais acabam fechando as portas para as essas pessoas e não dão continuidade ao relacionamento. Esse é um erro na medida em que essas pessoas podem se tornar compradores no futuro.

Confira as principais estratégias para lidar com isso:

 

Remarketing no Facebook

 

É possível enviar anúncios para pessoas que visitaram um site e não compraram, por meio de uma ferramenta do próprio Facebook. Essa estratégia irá lembrar a pessoa sobre determinado produto ou promoção, alguns dias depois da visita.

 

Recompensa gratuita

 

Ao oferecer uma recompensa gratuita, como um ebook, um brinde ou uma amostra do produto (como uma aula de um curso, por exemplo) é possível criar listas de leads. Assim, a empresa iniciará um relacionamento por meio de email marketing.

 

Copywriting

 

Muitas vezes, o problema está no texto de vendas. Por isso, é fundamental usar elementos de persuasão, como um texto copywriting. É importante usar gatilhos mentais (prova social, escassez, autoridade) e gerar emoção no cliente.

 

Terceirização de conteúdo para e-commerce: é possível?

 

Muitas lojas virtuais acabam não tendo tempo nem equipe para desenvolver o conteúdo e, por consequência, acabam perdendo vendas. Entretanto, esse é um serviço que pode ser terceirizado.

Com a terceirização na produção de conteúdo, a loja virtual garante uma qualidade na produção e reduz gastos com funcionários, equipe, materiais e otimiza tempo de pesquisa e produção.

 

Leia mais: Cuidados ao contratar uma produção de conteúdo terceirizada

Além disso, a terceirização irá gerar um conteúdo mais profissional e preparado para atender às demandas do cliente. Com foco no aumento das vendas do e-commerce. O ideal é que a loja virtual procure por uma agência de conteúdo preparada e profissional.

A Leads Marketing de Conteúdo pode te ajudar! Fale com um de nossos consultores!