5 Ferramentas para aumentar o tráfego e a conversão da sua loja

 

As mudanças de hábitos dos consumidores, atrelado à evolução da tecnologia e a disposição dos meios digitais exige de lojistas e varejistas a aplicação de diversas ferramentas para aumentar o tráfego de um e-commerce ou fortalecer a presença em marketplaces para que se desenvolvam.

O acompanhamento de métricas é importante para qualquer tipo de negócio. É por meio da análise e controle de dados que os empreendedores podem tomar decisões eficazes que ajudam a crescer a médio e longo prazo. 

Uma das métricas mais importantes para as lojas online é exatamente a taxa de conversão, em que os leads, os potenciais clientes, demonstram interesse por uma marca, pelos produtos ou serviços disponibilizados para o mercado consumidor, e passam a consumir junto ao negócio.

Na prática, esse indicador mostra qual a porcentagem de consumidores do tráfego total para uma loja online de portas corta fogo, por exemplo, a partir do momento em que uma compra é realizada. 

Assim, consegue-se avaliar a quantidade de pessoas que acessaram a página e gerenciar suas interações para aumentar as oportunidades de atração, retenção e conversão. 

Mais ainda, é possível avaliar qual a porcentagem desse número efetivamente se torna cliente, promovendo insights para melhorias e novas campanhas de tráfego e venda.

Sendo assim, é preciso conhecer as principais ferramentas para aumentar o tráfego do site, entender do que se trata a conversão, e por que é importante fazer todo o rastreamento da jornada de compra do cliente. 

Antes de avançar, vale ressaltar que, ao melhorar constantemente a loja online ou canais de comunicação online, e implementar diferentes ferramentas, o empreendedor pode aumentar facilmente a taxa de conversão. 

Consequentemente, mesmo que haja os mesmos custos de direcionamento de tráfego, é possível obter mais lucro. 

O que é conversão de clientes?

A conversão de uma loja online é a razão entre o número de clientes em comparação com o número de visitantes. 

Em outras palavras, é o resultado entre o número de pedidos finalizados, quando comparado com o tráfego total que um site recebe, dentro de um período determinado. 

Para vários tipos de vendas, a conversão é um KPI (Key Performance Indicator), ou indicador-chave de desempenho, de como uma empresa que presta serviço de ensaio de dureza para o setor industrial, ou uma loja virtual, funciona na prática. 

A unidade de medida de conversão é a porcentagem, ou seja, quanto maior o número, mais visitantes se tornam compradores.

Traduzindo em uma fórmula simples, é importante destacar que a conversão é igual ao número de clientes, dividido pelo número de visitantes, e multiplicado em 100 por cento. 

conversão = número de clientesnúmero de visitantes x 100

5 ferramentas para aumentar o tráfego de conversão

As taxas de conversão de um site são, em média, em torno de 2%, ou seja, para cada 100 visitantes, pode-se esperar obter 2 clientes. 

De uma maneira significativa, essa é uma taxa de conversão aceitável para muitos empreendimentos comerciais e empresas de auditoria em SP, ou qualquer outra capital ou estado

Entretanto, muitos sites contam com uma taxa de conversão de 0,1% a 0,2%, o que leva a 1000 visitantes para a obtenção de apenas um cliente. 

Dessa forma, é preciso conhecer ao menos 5 ferramentas para aumentar o tráfego de conversão e melhorar os números de vendas. 

  1. Adicione um pop-up ao seu site

Para determinar uma taxa de conversão válida para qualquer empresa, é preciso conhecer as características da marca, o público-alvo, e a demanda junto ao mercado consumidor. 

A implementação de pop-ups destacando determinados produtos e serviços pode aumentar a taxa média de conversão. Essa mudança pode ampliar os números, e funciona em qualquer site voltado para o e-commerce. 

Com a implementação de pop-ups, é possível experimentar diferentes tipos de ofertas, como:

  • Conteúdo premium;
  • Download de e-book;
  • Frete gratuito;
  • Produtos diferentes.

Para não se tornar inconveniente, é importante empregar um temporizador de atraso de 30 segundos no pop-up e configurar corretamente para quem será exibido. Isso evita que eles sejam irritantes. 

A inserção de um facilitador de fechamento de pop-up em um site de uma empresa de engenharia civil também é imprescindível, para não prejudicar a experiência do usuário, assim como definir um cookie para que ele apareça apenas uma vez.

Essa combinação proporciona um grande impulso nas conversões, mantendo as reclamações em um nível muito baixo, próximo ao zero, sem qualquer incômodo, e que pode trazer todos os benefícios na conversão. 

  1. Remova campos de formulário desnecessários

Quem já teve a intenção de preencher um formulário online, em algum momento se assustou com muitos campos obrigatórios e desistiu de preencher, prejudicando o inbound marketing, que tende a atrair, converter, vender e reter os clientes. 

Para não prejudicar a taxa de conversão, é preciso remover todos os campos de formulários que se mostram desnecessários, deixando apenas aqueles que são essenciais e voltados para atingir os objetivos. 

No entanto, não precisa ser tão criterioso, já que a equipe de vendas, entre outros setores, como o marketing, precisam receber informações dos leads.

O ponto principal é encontrar o equilíbrio certo entre obter as informações críticas do lead e manter os campos em um número adequado. 

Apenas certifique-se de que cada campo desempenhe um papel funcional, e se não for essencial, o mais inteligente a se fazer é removê-lo.

  1. Remova as distrações

Por falar em remoção, as distrações dentro de uma loja virtual podem ser determinantes quanto à baixa taxa de conversão. 

Sua página de destino, seja de uma administração de condomínios ou para um e-commerce de jóias, deve ser clara, concisa e com navegação fácil e amigável. Assim, se não for uma informação essencial, não a inclua. 

O importante é manter o que os visitantes precisam saber, e nada além disso. Quando possível, implemente elementos essenciais, como:

  • Benefícios e funcionalidades;
  • Depoimentos e comentários;
  • Títulos e subtítulos;
  • Visual combinado com contexto.

Há outros pontos a se considerar, como uma caixa de bate-papo ao vivo, mesmo que seja um chatbot inicial, uma prova social e vídeo. Porém, como ponto principal, é importante eliminar todas as distrações. 

O foco é que os visitantes se concentrem nas ofertas disponíveis na página de navegação, e nada além disso. 

  1. Facilite os primeiros passos

Há um princípio psicológico de que o ser humano prefere terminar qualquer ação que se inicia. Então, quando se trata de uma oferta irresistível, o primeiro passo deve ser extremamente simples de ser concluído. 

Em vez de pedir que um formulário inteiro seja preenchido para saber mais sobre o atuador pneumático para linha de produção industrial, basta solicitar um endereço de e-mail para iniciar a jornada de compra. 

A partir de então, a empresa pode fornecer o restante do formulário, na esperança de obter informações adicionais. mesmo que não tenha o retorno esperado, ainda tem o e-mail do lead, o que no marketing digital é um bom ponto de partida. 

Quanto mais fácil a empresa proporcionar o passo inicial, maior a chance de que os visitantes passem a agir, e seguirem na jornada de compra até o fim. 

  1. Fortaleça sua cópia do CTA

O CTA (Call To Action), ou chamada para ação, muito utilizado na publicidade em geral, nem sempre pode proporcionar as melhores taxas de conversão quando se trata de marketing digital. 

Alguns minutos gastos melhorando a cópia de CTA de uma empresa que presta serviço de gestão condominial, por exemplo, pode proporcionar uma taxa de conversão mais acentuada. 

Pode-se começar com um CTA com a palavra “Sim”, o que é altamente eficaz, pois se trata de efeito psicológico, porque demonstra uma ação positiva. 

Há ferramentas digitais que posicionam os CTAs de maneira estratégica, com botões que podem obter melhores cliques, conforme a jornada de compra ocorre. 

Considerações finais

Conforme as ferramentas e dicas apresentadas acima, é possível aumentar a taxa de conversão.

Contudo, é preciso testar, na prática, dentro do próprio site, e descobrir o que é preciso ser feito, o que melhor funciona, o que pode ser eliminado, e quais os ajustes necessários para seu nicho de atuação específico, considerando os hábitos do público-alvo. 

Para auxiliar nesse processo há aplicativos e programas que rastreiam o mapa de calor dos sites, que são muito fáceis de usar e fornecem dados valiosos em relação às melhorias que podem ser aplicadas e os principais interesses/interações dos usuários.

Com isso, torna-se mais fácil aplicar as ferramentas e estratégias para aumentar o tráfego de uma loja virtual. 

Isso porque os mapas de calor informam onde os visitantes interagem com as páginas, por meio de cliques do mouse. 

O empreendedor ligado à tecnologia pode descobrir, de uma maneira fácil, o que está atraindo atenção os pontos da página em que é melhor inserir os botões de ação e quais as páginas e conteúdos que provocam isso. 

Os mapas de rolagem são igualmente valiosos, pois eles avisam quando as pessoas param de rolar na página de um escritório que presta serviços de topografia para o setor da construção civil. 

O mesmo se dá em outros segmentos e, com essa informação, consegue-se mensurar perdas de interesse ou formas de melhorar aquela página e interação.

Outra recomendação profissional trata das gravações online, em que é possível reconhecer todo o trajeto da jornada de compra de um visitante, enquanto ele navega nas páginas do e-commerce. 

Por fim, é importante aplicar o que foi demonstrado em testes A/B. A taxa de conversão aumentará à medida que se testar o que funciona e o que não, e fazer os ajustes que precisam ser feitos continuamente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.