Tráfego orgânico e tráfego pago, em qual investir?

Estar bem posicionado em sites de busca como o Google é o que separa as empresas que vendem muito das que quase não vendem nada. Muito disso, pensando em termos de internet, é conseguir tráfego para seu negócio. O tráfego orgânico é uma estratégia altamente eficiente, com elevados níveis de conversão. Mas para isso, precisamos entender mais sobre este tipo de tráfego! A escolha entre o tráfego orgânico e tráfego pago, é muito importante para seu negócio!

O primeiro ponto é diferenciar o que é tráfego orgânico e o que é tráfego pago!

O que é tráfego pago?

Para que seja mais fácil entender qual é a importância do tráfego orgânico é interessante conhecer o outro tipo mais comum de tráfego, o pago. Um tipo de serviço que visa trazer mais visitas para uma página usando o sistema que é chamado de link patrocinado. Entre o tráfego orgânico e pago, este é uma modalidade mais rápida, mas que requer investimentos financeiros!

O link pode estar exibido tanto nos resultados do Google como nos sites parceiros. São aqueles links que ficam na lista antes dos resultados oficiais da busca e na lateral. Nesse sistema embora sejam usadas palavras-chave para que esse resultado seja encaixado em alguma categoria será levado em consideração o público-alvo.

trafego orgânico e trafego pago

Observe que nesse tipo de tráfego há o custo do clique.  Basicamente o interessado compra um pacote PPC (custo por clique) ou CPM (custo por mil visualizações). Existe ainda a possibilidade de um banner, que fará com que as pessoas cliquem estando ou não interessadas em fazer uma compra. Os cliques são pagos tendo ou não havido a consolidação da compra. Pode ser interessante para consolidar a sua marca, mas lembre-se que há custo.

O que é tráfego orgânico?

A denominação de orgânico se deve ao processo pelo qual o visitante chega a página. Imagine a seguinte situação. Você digitou um termo no Google e clicou no primeiro resultado que ele te mostrou, isso foi um tráfego orgânico. Trata-se de tráfego livre, que não é pago. O seu site é acessado sem que para isso você tenha tido que pagar algo pelo clique. Nesse caso o site é oferecido ao internauta como uma possível solução para a sua dúvida/problema. Esta é uma das bases de funcionamento do marketing de conteúdo!

As três primeiras posições do Google

Se pensarmos num lugar de destaque na internet certamente esse será uma das três primeiras posições da lista de busca do Google. Comprovadamente os três primeiros resultados que o buscador oferece são os mais clicados pelos usuários. Quem consegue posicionar o site da sua empresa no primeiro lugar com certeza já está na frente de muitas outras empresas.

ebook-marketing-de-conteudo

Contudo, chegar a uma dessas três posições não é exatamente fácil, pois o Google possui sistemas que fazem uma seleção entre as opções disponíveis afim de encontrar aquelas que podem oferecer ao internauta as melhores soluções. Com o passar do tempo o buscador desenvolveu sistemas mais inteligentes que blindam os usuários de sites que trabalham com blackhat (técnicas que o Google considera ilegais para conseguir mais visitas).

Guia do tráfego orgânico – Como aumentar as visitas do seu site

Para quem pensa que somente investir em técnicas de SEO é o bastante para conseguir alavancar a quantidade de visitas do seu site está enganado. O trabalho por trás das páginas que aparecem nas primeiras posições de busca é árduo, a seguir listamos algumas das principais maneiras de otimizar a sua página.

Foco em conteúdo de qualidade

Usar técnicas de SEO é muito importante para conseguir uma boa posição para o seu site nas buscas orgânicas, contudo, não é somente isso que irá impulsionar as visitas a página. A palavra-chave para conseguir aumentar o tráfego no seu site e com isso as vendas é qualidade. A produção de conteúdo precisa estar voltada, sempre, para isso!

Invista seu tempo e seus recursos num trabalho de criação de conteúdo que tenha como foco tornar a sua página referência em seu segmento. Somente os melhores conseguem se destacar nos buscadores. As páginas dentro do seu site assim como os conteúdos devem ser produzidos de acordo com as necessidades do seu público-alvo.

  • Palavras-chave

Faça uma busca para conhecer as principais palavras-chave que fazem sentido para o seu negócio. Não basta somente listar as palavras mais procuradas no seu setor, você precisa escolher entre elas as que estão mais alinhadas com a sua proposta.

  • Gere links interessantes, não tente enganar o Google

Muitas empresas perdem tempo e dinheiro tentando criar técnicas de SEO que burlem os softwares do Google. Pura perda de tempo! Se ao invés disso, as empresas estivessem elaborando conteúdos de qualidade ganhariam links interessantes que lhes garantiam as primeiras posições nas buscas.

Observe que somente sites que tem conteúdos de qualidade são listados nos primeiros lugares pelo Google nas buscas orgânicas. Para quem deseja aumentar as suas vendas através de visitas resultantes desse tipo de pesquisa é fundamental ter um conteúdo relevante para oferecer.

trafego orgânico e tráfego pago

  • Otimização

Observe que o que dissemos acima não reduz a importância do trabalho de otimização on-page. Ela  garante que o seu site seja um site relevante nas buscas. É sempre bom trabalhar com títulos que sejam relevantes para as buscas, metas descrições que definam assertivamente do que se tratam, tenham urls fáceis e amigáveis e assim por diante.

 

A otimização SEO não elimina a necessidade de conteúdo de qualidade e vice-versa!

 

Ofereça uma boa experiência para os seus consumidores

Seguindo em nosso guia do tráfego orgânico chegamos ao quesito experiência do consumidor no seu site. Não adianta nada ter um conteúdo de qualidade no seu site se a experiência de navegação de quem entra na sua página é ruim. Assim como numa loja física a experiência do cliente determina se ele irá voltar ou não.

Por exemplo, se o seu site for muito pesado e travar o computador do internauta ele provavelmente pensará duas vezes antes de tentar acessar novamente. Atualmente, outra dificuldade para os usuários é que não haja uma versão da página otimizada para ser acessada em dispositivos como tablets e smartphones.

  • Sites responsivos

Para evitar dificuldades para quem acessa a página da sua empresa invista em sites responsivos. A página deve se adaptar com qualidade a qualquer dispositivo que seja usado para acessá-la. Torne a navegação mais rápida, pense em como você se sentiria frustrado se clicasse num produto do seu interesse e ele demorasse muito tempo para abrir ou nem abrisse.

Uma forma de avaliar se o site da sua empresa está oferecendo uma boa experiência para o usuário é utilizando a ferramenta do Google PageSpeed Insights que permite fazer uma avaliação completa a respeito da experiência do usuário no seu site em relação a tempo de carregamento de links e imagens, facilidade entre outros quesitos nas versões para desktop e mobile. Aproveite ainda para conferir quais são os pontos que demandam sua atenção.

  • Faça o internauta ficar na sua página

Tem coisa melhor do que encontrar tudo o que você procura (até o que você nem sabia que estava procurando) num único lugar? Ofereça o máximo de possibilidades num único espaço. Uma forma de potencializar essa capacidade é observar quantos cliques o seu cliente precisa dar para conseguir o que deseja.

Quanto menos cliques forem necessários melhor é a organização da sua página e a distribuição da arquitetura da informação. Use recursos como janela de busca, galerias em que apareçam listados os posts que pessoas que clicaram no conteúdo atual visitaram, posts relacionados entre outros.

 

  • Tenha um link building de qualidade

O link building consiste basicamente na estratégia de usar links para sua página em páginas externas, isso significa ter links em páginas que apontem para a sua. Essa técnica que já foi mais popular ainda funciona muito bem, contudo, é importante que seja feita com qualidade.

Inúmeros links de páginas que não tenham nenhuma relação com a sua não farão o Google te classificar melhor nas buscas. A ideia é que o link building construa a imagem do seu site como o melhor site do seu segmento, isto é, uma referência no assunto.

Sendo assim não é bom que um site de peças para computador esteja linkado num site de maquiagem, pois não há relação entre as duas áreas. Basicamente é importante que os links externos que apontam para a sua página sejam de páginas do seu segmento ou que trabalhe com itens complementares.

 

  • Quem está mencionando a sua página?

É importante fazer uma pesquisa para saber quais são os domínios que estão citando a sua marca e saber desses quantos tem realmente relação com a sua área de atuação. Para conseguir essa resposta é possível se valer de algumas ferramentas como Ahrefs e Majestic SEO.

  • Estabeleça parcerias

Assim como a sua empresa está em busca de aumentar a sua relevância online outras empresas também estão. Encontre aquelas que atuam no mesmo segmento que a sua empresa ou então em setores complementares e faça parcerias para que aconteça um intercâmbio de links.

Como escolher o mais viável entre o tráfego orgânico e tráfego pago?

Esta é uma questão ampla. O tráfego orgânico é mais sustentável, traz mais resultados em longo prazo. Mas ele não traz resultados no primeiro momento. Ele requer um trabalho mais denso e contínuo. Já o tráfego pago, pode trazer resultados rápidos, mas em longo prazo, se mostra caro.

Como escolher entre o tráfego orgânico e tráfego pago então? Simples, escolha o que se encaixa melhor em seu negócio! O ideal, quando pensamos na escolha entre tráfego orgânico e tráfego pago, é mesclar ambos.

Use o tráfego pago em paralelo ao orgânico. Use os links patrocinados para dar escala a algumas estratégias. Em paralelo, desenvolva um planejamento e execução para melhorar o tráfego orgânico.

 

Aumente as suas vendas com o tráfego orgânico

Com as dicas que demos ao longo desse guia você está pronto para otimizar a presença da sua empresa online. Coloque as dicas em prática e observe a sua empresa cada vez melhor no ranking e assim sendo conhecida e escolhida como opção de compra por mais pessoas.

Pense da seguinte forma: a pessoa faz uma pesquisa na internet. Ou seja, ela já tem alguma intenção com determinado resultado. Com a colocação correta dos CTAs, uma boa experiência e um produto adequado, teremos mais chances de conversão! Isso é básico!

Desta maneira, além de buscar mais tráfego orgânico, você precisa pensar em toda a estrutura de seu negócio!

A Leads Marketing de Conteúdo pode te ajudar a ter mais resultados com sua estratégia digital! Converse conosco, para que possamos te ajudar!

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone(obrigatório)

Ps: não esqueça do DDD.

Assunto

Sua mensagem

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *