Marketing de Conteúdo no Facebook: Marca forte e vendas decolando!

Acabou a era em que podia criticar a criação de Mark Zuckerberg e ficar alheio à plataforma digital. O Facebook ultrapassou a quantidade de 1 bilhão de usuários conectados. Então, se uma marca quer estar próxima do público, trabalhar com Marketing de Conteúdo no Facebook é obrigação!

Mas, a plataforma não é feita apenas de usuários disponíveis para acompanhar uma marca: há concorrência. Cada vez mais, as empresas começam a disputar pela atenção do usuário. E o próprio usuário não consegue lidar com a grande demanda de postagens. Além disso, as marca ainda concorrem com as postagens pessoais dos amigos daquele usuário: são fotos de bebês, aniversários de quinze anos e viagens internacionais.

Afinal, como destacar no Facebook e gerar mais engajamento? A resposta está na utilização das estratégias corretas de Marketing de Conteúdo no Facebook. Aliás, não basta apenas postas, é preciso planejar, interagir, acompanhar e calcular resultados.

 

Pensando na experiência do usuário

 

O Facebook se consagrou como uma plataforma de interação entre pessoas. Mas, acabou se tornando uma bolha ideológica. Isso significa que os conteúdos são tão personalizados pelo usuário, que a rede social passou a ser algo extremamente pessoal. O usuário é o principal editor do conteúdo recebido.

Isso faz com que as marcas tenham mais dificuldade de interação com as pessoas. Mas pode ser uma oportunidade, se a empresa conhecer exatamente o perfil do público e produzir conteúdos específicos para ele.

Pensar na experiência do usuário é, portanto, colaborar com ele na criação de uma linha do tempo personalizada, criativa e com assuntos realmente relevantes. É necessário unir Marketing de Conteúdo no Facebook. Veja como:

 

Personalização

 

O conteúdo para as redes sociais deve estar cada vez mais personalizado. Isso significa que a segmentação é um dos segredos do engajamento. Ao invès de querer abraçar inúmeros usuários, a marca deve se preocupar em ter seguidores responsivos, ou seja, engajamento do público interessado.

 

Interação

 

É preciso participar para gerar mais engajamento do público. A marca também deve interagir diretamente com o público, respondendo a comentários e incentivando a participação do público em postagens.

 

Originalidade

 

Conteúdos exclusivos sempre passam na frente. Ter criatividade e postar conteúdos originais é uma fórmula de sucesso para as redes sociais. Isso porque não haverá concorrência e o público entenderá que aquele conteúdo tem mais qualidade. Ver assuntos repetidos pode ficar chato e lotar a linha do tempo do usuário, fazendo com que ele desista da página.

 

Atualidade

 

A internet é uma fábrica de inovações e assuntos criativos. Estar atento à atualidade é um dos segredos do Marketing de Conteúdo no Facebook. A marca deve ter conhecimento sobre os memes (virais da internet) e aplicá-los nas postagens. Além disso, é preciso saber sobre assuntos do cotidiano e entrar de cabeça nas pautas que são discutidas nas redes sociais.

 

Marketing de Conteúdo no Facebook: criando a imagem da empresa

 

Para as empresas que procuram melhorar as estratégias de Branding, as redes sociais são maneiras eficientes para isso. Afinal, elas são capazes de personificar a marca, ou seja, tornar a empresa uma “entidade” que está muito próxima ao público, interagindo com ele e dando atenção.

Por meio do Marketing de Conteúdo no Facebook, por exemplo, a empresa pode trabalhar com o arquétipo e construir a imagem dela – o jeito que ela será lembrada pelo público. Sendo assim, ela pode ser mais descolada e participativa (arquétipo bobo da corte), ou trabalhar de forma mais agressiva, isto é, ter um arquétipo de herói.

 

Veja esses e outros arquétipos aqui: Branding e Marketing de Conteúdo: Autoridade e a Geração de Valor.

 

Com essas estratégias aplicadas à rotina de publicação, a empresa irá construir um arquétipo e, automaticamente, estará mais perto do público. A intenção do arquétipo tem a ver com o relacionamento entre marca e cliente, que acaba gerando a fidelização.

Como vender mais utilizando o Marketing de Conteúdo no Facebook?

 

As redes sociais tem papel importante em todas as etapas do funil de vendas: topo, meio e fundo. Elas desempenham funções diferentes, mas utilizando as mesmas estratégias de Marketing de Conteúdo no Facebook. Veja como:

 

Topo do Funil

 

Postagens memoráveis são compartilhadas com amigos. Essa é uma maneira de atrair ainda mais leads. Quando um seguidor compartilha o conteúdo de uma marca, ele mostra que está aprovando aquele produto e indicando a marca. Essa é uma estratégia de marketing extremamente eficiente para a marca, aumentando o número de curtidas.

Outra estratégia é por meio de anúncios. Ao segmentá-los é possível ter maior conversão e retorno. É fundamental trabalhar com frases e anúncios de impacto, que se destacam no meio de outros conteúdos.

 

Meio do Funil

 

É nessa etapa que a marca irá trabalhar com a necessidade da compra e a urgência. Isso é, apontar que os problemas daquele público possuem soluções fáceis: o produto que está a venda.

Para isso, a empresa também deve criar postagens memoráveis, divertidas. O ideal é falar mais sobre as pessoas, e menos sobre o produto em si. Essa humanização irá gerar mais conexão com o público.

 

Fundo do Funil

 

É hora de levar as pessoas para a compra. O Facebook pode se tornar em um espaço para divulgar promoções e usar o gatilho da escassez. Sendo assim, pode utilizar anúncios e até mesmo postagens normais que levam para uma página de vendas (ou landing page).

 

Tipos de conteúdos para o Facebook

 

O Facebook é uma plataforma multimídia, ou seja, um espaço que permite a postagem e integração de diversos tipos de mídias, como textos, imagens, gifs (imagens animadas), vídeos e links. Por isso, é importante usá-los da maneira correta e no momento correto.

Para escolher o tipo de mídia, primeiro, é preciso entender o objetivo da postagem e a pauta. Alguns assuntos ficam mais claros quando estão em vídeos, por exemplo. Já outros, geram mais impactos quando estão em imagens.

As gifs, por exemplo, possuem um forte apelo de humor e geram engajamento. Elas podem ser usadas com frases engraçadas em ocasiões especiais. Já o uso de links é fundamental para levar mais tráfego orgânico para um site, blog ou landing page.  

 

Marketing de Conteúdo no Facebook

 

Dicas de linguagem e escrita:

 

Evite linguagem técnica

 

Lembre-se: O Facebook não é um espaço empresarial. Por isso, é importante trabalhar com linguagem coloquial, acessível e descontraída. Isso irá aproximar mais o público da marca, gerando mais engajamento e participação nas postagens.

Para encontrar o tom certo da linguagem é preciso entender qual é o arquétipo da empresa e a expectativa do público. A linguagem pode variar conforme o público, mas nem mesmo os empresários e economistas, por exemplo, procuram algo extremamente formal no Facebook.

 

Evite erros de português

 

Gramática incorreta e erros ortográficos podem prejudicar a credibilidade de uma marca. A dica é escrever, primeiro, no Word e depois passar para o Facebook. É fundamental revisar antes de publicar.

Alguns errinhos sempre acabam escapando. Por isso, edite a postagem quando necessário. Caso haja algum comentário de correção, agradeça o usuário de forma descontraída e corrija o post.

 

Evite CAIXA ALTA:

 

A caixa alta dá uma conotação de GRITO na internet. Utilizar textos longos em caixa alta irá parecer que a marca está gritando com o consumidor. Por isso, use esse recurso apenas para destacar palavras-chave ou quando realmente a intenção é gritar, seja para anunciar algo importante ou como uma brincadeira.

 

Tome cuidado com os sentidos das palavras:

 

Em uma conversa pessoal, quando algo não é entendido, o emissor da mensagem tem mais facilidade de explicar a sua colocação. Na internet, isso não acontece. Qualquer palavra mal interpretada pode gerar uma repercussão extremamente negativa para a marca.

Por isso, é importante analisar o sentido das palavras e evitar aquelas que podem gerar ambiguidade ou ser confundidas com preconceitos (machismo, homofobia, racismo ou qualquer outro discurso de ódio). As palavras irão revelar o posicionamento da empresa. A atenção nunca é demais para isso.

 

Tenha clareza:

 

Com o excesso de informação, as mensagens do facebook devem ser claras. Isso significa que o leitor irá compreender a mensagem de maneira rápida, mesmo se apenas passar o olho por alguns segundos. Por isso, é fundamental ser claro, breve e objetivo.

 

Tenha humor:

 

Nenhum público procura por assuntos sérios, triste ou chatos no Facebook. Evitar esse tipo de publicação é uma forma de agradar o público e melhorar a experiência do usuário. Trabalhar com humor é uma forma divertida de gerar mais engajamento e construir uma página mais agradável.

 

Tenha bom senso:

 

Mais uma vez, é imprescindível evitar entrar em polêmicas negativas. Por isso, é importante nunca abordar temas que envolvem religiões, política ou questões de debates públicos, como descriminalização do aborto e legalização de drogas. Na maioria das vezes, esses assuntos não são pertinentes para a empresa e geram polêmicas desnecessárias.

Ao abordar outros assuntos, como empoderamento feminino, negro e LGBTQ, por exemplo, a empresa deve assumir o posicionamento. O mesmo serve para outras causas sociais ou ambientais.

Sempre há comentários negativos e até criminosos, que devem ser banidos. Por isso, é importante que a empresa tenha bom senso e saber trabalhar com esses assuntos para melhorar o convívio social.

Marketing de Conteúdo no Facebook: segredos de uma marca forte!

 

Criar presença e posicionamento é o segredo para manter uma marca forte por meio do Facebook. Para isso, é importante apostar em um Marketing de Conteúdo de qualidade e um público responsivo. Veja algumas estratégias para a estruturação da marca no Facebook:

 

Faça trocas com o seu público

 

Se a marca quer que o público faça alguma tarefa, como cadastrar o e-mail, é preciso oferecer algo em troca. A recompensa é uma estratégia do Inbound Marketing para que o público se convença de fazer a ação proposta no CTA (Call To Action). Por isso, é importante disponibilizar conteúdos como e-books, vídeos exclusivos, infográficos e outros materiais práticos.

 

Use # (hashtags)

 

As hashtags são maneiras de aumentar a encontrabilidade e visibilidade de uma marcar dentro da própria rede social. Funciona, mais ou menos, como as palavras-chave e o mecanismo de busca do Google. Por isso, #aposte nelas.

 

Pergunte e interaja

 

As perguntas são fundamentais nas redes sociais. Além de gerar provocação e promover o engajamento, elas servem como pesquisa de opinião. Ou seja, perguntar para o público é uma forma de analisar o desempenho da marca e do produto, e também obter outras informações de estilo de vida e gostos do seu público. Essas informações podem ser usadas em outros conteúdos ou até mesmo no próprio produto.

 

Leve o público para dentro da Rede Social

 

O público deve fazer parte da empresa e colaborar, também, com a produção de conteúdo para o Facebook. Por isso, é importante compartilhar materiais que o público envia para a marca, como fotos, vídeos, textos e elogios. É importante pedir e documentar uma autorização.

 

Humanize

 

Redes sociais são espaços para a interação humana. Então as pessoas devem ser as protagonistas das redes sociais. É importante ter conteúdos humanizados, que abordam temas relevantes sobre as dores e problemas da persona, e também as soluções.

 

Storytelling e o Marketing de Conteúdo no Facebook

 

Contar histórias é uma forma criativa de gerar ainda mais humanização e engajamento nas redes sociais. As histórias geram conexão emocional e são sempre muito interessantes. Elas abordam temas comuns na vida das pessoas e, por isso, criam laços afetivos e identificação. Veja como usar Storytelling no Marketing de Conteúdo no Facebook:

 

História da Empresa

 

É possível contar a história da própria empresa de forma criativa e animada. Assim, o público entenderá melhor a ideologia da marca, a missão e, principalmente, os valores. Isso irá fortalecer a imagem da marca e gerar fidelização.

 

História dos consumidores

 

Com cases de sucesso, é possível contar as histórias de consumidores que tiveram sucesso com a marca. Essa é uma forma criativa de usar o Gatilho Mental da Prova Social, mostrando que o produto realmente gera impactos positivos na vida das pessoas.

 

Anunciar o produto

 

A Storytelling é muito usada em anúncios, contando a história de uma personagem que tinha os mesmos problemas que o público, mas superou usando uma “arma”: o produto. Por exemplo, uma empresa de celulares: o problema pode ser a saudade de um familiar distante, a solução é encontrada no próprio celular, que gera conectividade. A marca pode usar esse simples exemplo para construir anúncios incríveis para cada produto.

 

Checklist do Marketing de Conteúdo no Facebook:

 

Parece complicado? Então, acompanhe o checklist do Marketing de Conteúdo no Facebook e gere mais engajamento:

 

  • Pense na experiência do público
  • Tenha conteúdo personalizado, original e atual
  • Tenha um público definido
  • Responda todos comentários
  • Use os memes a seu favor
  • Desenvolva o arquétipo da empresa
  • Estimule o compartilhamento de postagens
  • Faça anúncios
  • Use escassez nos anúncios de venda
  • Fale mais sobre pessoas e solução
  • Evite assuntos polêmicos
  • Revise o texto
  • Seja direto
  • Tenha humor
  • Não use termos técnicos nem formalidades
  • Ofereça recompensas
  • Faça perguntas
  • Humanize
  • Conte histórias

 

Será que eu vou dar conta?

Muitas empresas acabam não encontrando tempo para realizar tantas tarefas dentro do Facebook. Mas, a solução mais eficiente é a terceirização do conteúdo. É possível contratar uma agência de conteúdo e não ter mais preocupações com a qualidade do conteúdo.

 

Veja como funciona uma agência de conteúdo: clique aqui.

Ou converse com um de nossos consultores.

A Leads Marketing de Conteúdo pode te ajudar! Fale com um de nossos consultores!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *