CPL: como calcular e otimizar?

Muitas empresas investem em Marketing de Conteúdo, mas não sabem como contabilizar os lucros e gastos com essa estratégia. Por isso, é importante mensurar resultados e calcular o CPL, custo por lead, entre outras informações importantes. Neste artigo, você irá entender melhor como calcular o CPL.

 

Por que calcular o CPL?

 

Grande parte das empresas enfrenta resistência de superiores para implementar novas estratégias. E não é diferente com o Inbound Marketing, que pode ser algo ainda duvidoso para quem não entender.

Por isso, é fundamental saber como colocar os resultados em números para apresentar aos superiores e chefes. Isso trará uma maior credibilidade ao projeto, e mostrará com mais clareza e objetividade os resultados alcançados.

Para se tornar um cliente, por meio de estratégias de Inbound Marketing, a pessoa irá passar por uma espécie de funil. Este funil é construído por meio de produção de conteúdo (Marketing de Conteúdo), em blogs, e-mails, anúncios, entre outros.

Todos esses conteúdos têm como finalidade a conversão. O caminho seria mais ou menos assim: a partir do interesse espontâneo a pessoa começa a seguir o conteúdo gratuito da empresa; ao assinar a lista se torna lead (consumidor em potencial); os leads serão nutridos até se tornaram clientes. Só depois disso será calculado o CPL, como finalidade de analisar o que foi gasto versus o que foi ganho (compra), chegando ao valor do lucro obtido por lead.

 

Resultados além dos números!

 

Outro ponto fundamental que demonstra a importância desta mensuração de resultados é a avaliação da campanha e conteúdo. Com os números em mãos, é possível perceber, com mais objetividade, o que deu certo e o que não deu certo na campanha de Inbound Marketing.

O Marketing Digital permite que alterações sejam feitas quando a campanha ainda está no ar. Então, a dica é ter uma frequência nas análises de métricas para que ajustes sejam feitos, se necessário.

Com o CPL é possível perceber qual tipo de conteúdo é mais lucrativo, ou seja, qual possui uma maior tendência de conversão. Dessa maneira, a empresa irá investir nos tipos de conteúdos mais assertivos e responsivos.

 

Calculando o CPL

 

Há uma parte do tráfego de um site, blog ou landing page que não é convertido em lead. Isso é comum para a maioria das páginas, já que muitas vezes há o alcance do público errado ou alguma objeção por parte do visitante (ele pode estar com alguma insegurança para passar o e-mail). Ao calcular o CPL é possível ter um controle mais detalhado sobre a quantidade de visitantes que foram convertidos e o gasto por conversão.

 

Exemplo:

 

Supondo que uma empresa investiu R$ 1.000 em anúncios no AdWords, e conquistou 75 leads, com 600 cliques. Os números mostram que a cada 8 cliques (600/75) ela consegue um lead.

A partir deste exemplo, para calcular o CPL, antes é preciso calcular o CPC (custo por clique). Ele é feito com uma conta simples, também: valor gasto no anúncio dividido pela quantidade de cliques. Portanto, cada clique, no exemplo, vale R$ 1,66 (1.000/600).

Sendo assim, cada lead irá valer o CPC X 8 (quantidade de cliques necessários para um lead). Logo, o CPL será R$ 13,28.

 

Resumindo:

 

CPC = Valor de Investimento / quantidade de clique

CPL = CPC X quantidade de cliques por lead

CPL

Como reduzir gastos com CPL?

 

Tráfego Orgânico

 

O tráfego orgânico, ou seja, aquele que não é pago é um dos principais fatores para a redução dos gastos com CPL. Dessa maneira, as conversões de leads podem surgir a partir de um tráfego que não requer investimento financeiro.

Para isso, é necessário trabalhar com conteúdos de qualidade para um blog, com a finalidade de atrair mais pessoas e torná-las fiéis à página. Um blog eficiente, com uso de técnicas de SEO pode reduzir, e muito, os gastos com CPL.

 

Engajamento e Audiência

 

A fidelização de um público é fundamental para a redução dos gastos por lead. Para isso, é importante conhecer bem o público-alvo e produzir conteúdos que gerem engajamento, ou seja, participação e interação dos leitores, por meio de comentários, curtidas e compartilhamentos.

A audiência pode ser, além de clientes, divulgadoras do conteúdo. Por isso, há a importância de criar um material memorável, o qual será compartilhado pelo leitor com a sua rede de contatos e amigos.

 

Iscas digitais

 

Apesar de na maioria das vezes precisarem de investimento em anúncios, as iscas digitais diminuem os gastos com CPL. Afinal, são conteúdos digitais que podem ser multiplicados sem nenhum tipo de gasto. Por exemplo, um ebook: não há nenhum gasto extra para disponibilizar o arquivo para inúmeras pessoas.

Além disso, é muito mais fácil conquistar um lead, oferecendo um material prático e útil em troca. Dessa maneira, perde menos tempo para convencer o lead para se cadastrar na sua lista.

 

Vídeos no Youtube

 

Os vídeos no Youtube também são uma excelente maneira de trazer mais tráfego orgânico para uma página. E, ter um canal na plataforma não precisa de investimentos financeiros. Para isso, basta fazer um cadastro da empresa no Youtube e começar a compartilhar conteúdos de qualidade.

 

Redes Sociais

 

Assim como o Youtube, as redes sociais também geram tráfego orgânico para um site. E também não precisam de investimento financeiro. Os conteúdos podem ser disponibilizados de maneira gratuita, e gerar bastante conversão. Dessa maneira, há menos gastos com CPL.

 

Marketing de Conteúdo e CPL

 

A partir dessas informações, é possível perceber que as estratégias de Marketing de Conteúdo irão reduzir os gastos com CPL. E isso irá acontecer com um planejamento estratégico para obter mais tráfego orgânico com conteúdo de qualidade, independentemente da mídia utilizada (blog, redes sociais, Youtube ou qualquer outro tipo de isca digital).

Com isso, é o próprio público que procura a empresa, de maneira espontânea. Não há gastos para atrair essas pessoas. Outra vantagem do tráfego orgânico é a atração de um público mais qualificado, ou seja, pessoas que realmente possuem interesse na marca. Dessa maneira, a conversão se torna ainda mais fácil.

Para criar estratégias assertivas e reduzir os gastos com CPL, por meio do Marketing de Conteúdo, você pode contar com uma agência de conteúdo.

A Leads Marketing de Conteúdo pode te ajudar! Fale com um de nossos consultores!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *