Como fazer funil de vendas passo a passo

É muito comum que grande parte dos empreendedores que atuam no Marketing Digital mas ainda não saibam fazer um excelente funil de vendas passo a passo.

Isso porque essa estratégia é muitas vezes esquecida no anseio de fazer vendas rapidamente e colocar o negócio “para rodar”.

Mas, ao negligenciar as estratégias de um funil de vendas você pode estar deixando muito dinheiro na mesa, ou seja, muita venda para trás!

Aprenda agora como criar um funil de vendas passo a passo!

 

Funil de vendas passo a passo

Passo 1: Visualização

Um elemento primordial para desenhar um funil de vendas passo a passo é a visualização dele. Ou seja, ele tem que sair do campo das ideias e ir para o “papel”.

Ao visualizar o caminho que o funil irá fazer, é possível ter mais clareza sobre eventuais buracos ou gargalos. E ainda ter uma noção de tempo de entrega, demandas de equipes, textos e e-mails que precisam ser produzidos, entre outras coisas…

Para isso, você deve materializar o seu funil em um quadro… Seja ele online ou físico. Veja algumas dicas para fazer isso:

  • Post-its
  • Lousa
  • Trello
  • Draw.io (plataforma ligada ao Google Drive)
  • Mapa Mental
  • Ou em último caso: a parede!

 

Passo 2: O produto (ou melhor, produtos)

Antes de iniciar um funil de vendas passo a passo, você deve ter clareza sobre o que irá vender. Isso é óbvio, mas às vezes contamos com apenas um único produto… O que irá prejudicar o nosso funil de vendas.

Para dar start nos desenhos, tenha consciência de que você precisa de mais de um produto para oferecer ao público. Isso porque investir em anúncios para um único produto pode prejudicar seu ROI.

Veja quais produtos você deve ter no mercado digital (infoprodutos):

Produto de Pequeno Comprometimento: Um e-book ou outro infoproduto barato para que seu público se comprometa com a sua marca. É importante para levar conteúdo aos mais céticos e duvidosos.

Este produto também irá servir como down sell. Ou seja, quando alguém não levar para a casa o produto de entrada, você pode oferecer o de pequeno comprometimento!

Produto de Entrada:  Aqui temos um produto de ticket médio que será ofertado ao público para que eles entrem em seu funil. O comprometimento é mais alto que o produto anterior, por isso, deve entregar mais valor.

Muitas vezes, esse produto irá pagar ou gerar um ROI baixo para os investimentos em anúncios. Não se assuste: é absolutamente normal no mercado digital. O seu foco é vender o Produto de Alto Comprometimento!

Produto de Alto Comprometimento: Este é um produto mais denso e com um ticket alto. Deve ser ofertado para as pessoas que entraram no funil de vendas através do Produto de Entrada.

No mercado digital, muitas vezes, ele possui um caráter de curso avançado, exclusivo e com muito valor transformador para a audiência. Pelo preço, a sua venda depende diretamente da qualidade do Produto de Entrada.

 

Passo 3: Tráfego – onde tudo começa

Os primeiros itens para desenhar um funil de vendas passo a passo são as origens do tráfego. Ou seja, de onde a sua audiência estará vindo. Em seu funil de vendas, inicie demonstrando quais serão as plataformas usadas, tanto para o tráfego pago, como para o orgânico.

 

Passo 4: Landing Pages

Após o clique, a sua audiência deve cair em uma landing page. Este é o segundo item fixo que deve aparecer quando estiver desenhando o seu funil de vendas passo a passo.

Aqui é importante saber:

  • Quantas landing pages serão?
  • Quais anúncios levarão para quais páginas?
  • Será uma página de vendas ou uma página de inscrição?

 

Passo 5: E se?

Agora é importante sempre fazer uma única pergunta: E se?

É com esse questionamento que você começará a desenhar ramificações no passo a passo do seu funil de vendas.

Você deve questionar E SE para qualquer ação da jornada do consumidor. Por exemplo: E se ele comprar? E se ele não comprar? E se ele se cadastrar mas não finalizar a compra? E se ele sair da página? E se ele clicar no CTA?

Todas as variações são significativas para desenhar um funil de vendas passo a passo. Não deixe nenhuma hipótese para trás… Afinal, na maioria das vezes, é aí que se faz a venda!

 

Passo 6: E-mails e conteúdos

Você irá perceber que muitas vezes algumas lacunas serão abertas. E só serão preenchidas com a produção de e-mails, textos para páginas de vendas, copywriting, entre outros textos.

As demandas devem ser enviadas para a sua equipe ou para a agência de conteúdo que produz seus materiais. É importante para colocar o funil no ar que os prazos estejam alinhados e sejam cumpridos.

 

Passo 7: Produto de Alto Comprometimento, entre outros

O funil deve abordar também a hora certa de ofertar o produto mais caro (up sell)… Ou então, fazer um down sell e oferecer o produto de baixo comprometimento. Vale destacar que a pergunta “e se?” também é fundamental nesse momento.

Tenha clareza do período que irá demorar para oferecer o produto mais caro para os seus consumidores. O ideal é que seja, no mínimo, uma semana depois da compra…

No entanto, não pode ser muito tempo depois. Já que o lead pode esfriar com isso. Prejudicando as vendas do seu produto de alto valor.

 

Passo 8: Campanhas – não se esqueça delas

Um funil de vendas passo a passo completo precisa estar acompanhados das campanhas (embora elas necessitam de funis separados).

No entanto, é fundamental que uma Black Friday, por exemplo, esteja prevista em seu funil. Isso irá evitar que a sua base de e-mails seja bombardeada por muitas promoções e quem sabe até por uma oferta mais barata depois de ter acabado de comprar seu produto!

Você não quer esse inconveniente. Não é?

Por isso, preocupe-se em ter clareza sobre quem irá receber determinado material ou determinada oferta. Isso irá facilitar na hora de programar os disparadores de e-mails.

 

Passo 9: Revisão

Depois de completar seu funil de vendas passo a passo, é importante fazer uma revisão completa no funil: visualizando e conferindo todos os “e se?”. Com isso, você terá certeza de que todos os conteúdos estão no lugar certo e nenhuma venda será deixada para trás.

É importante, também, que a revisão seja feita em equipe ou por uma outra pessoa. Assim irá evitar um “olhar viciado”, ganhando mais credibilidade e assertividade nas melhorias.

 

Passo 10: Colocar no ar!

É hora de pôr a mão na massa e validar todo o planejamento! Antes disso, certifique-se que todos os e-mails estão escritos, e todas as plataformas estão rodando adequadamente!

Depois: Aperte o play!

 

Funil de vendas passo a passo 2.0

Depois disso, você irá perceber que algumas pontas ficaram soltas e novos buracos apareceram. É perfeitamente comum, já que o público e a internet está em constante mudança.

Quando você notar que o funil já não é mais o mesmo… É hora de retomar para o primeiro passo e começar o desenho de um funil de vendas 2.0!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *